19.8.11

acronem











                                       foto. j.a.m.


(final mente os pesos acalmaram)
                                                      à volta, as coisas da humanidade, seres humanos, árvores, flores, água horizontalmente azul, música que  desflora o ar como ramos que se erguem para os céus  e depois, curvam-se com o peso alentado do mundo,
rebentam as pequenas bolhas do que é impermanente.

- Ag. 2011 -



1 comentário:

Anónimo disse...

Oh, como:

Gostaria de saber desenhar um brando poema para esta extensa água lisa, iluminada, que se repercute com tanta suavidade em Nós! – e nos deixa tranquilos à espera da aurora…

Talvez um dia…

(Eugénia)