18.3.17

Imagens Afundadas na Memória (15ª)

 
 
Como um navio deixa nos olhos uma sombra em
movimento o mundo é um cais iluminado só por
um lado crescem as raízes das estrelas que os
dedos sonham apesar das palavras agora falo-te
assim como um navio vai de imagem em imagem,
lentissimamente, atravessando um instante sempre
atrás de outro o tempo é uma água calada que não
pára de navegar.
 
 
J.A.M.
 
(Retrospecivas. in, "A Primeira Imagem",1998)

Sem comentários: