15.4.17

série: pétalas Caídas.



Há coisas que acontecem.
Há coisas que não acontecem.

Entre elas, a luz derradeira a mais simples
Luz
as esplêndidas  aranhas solares expandindo as teias
à nossa volta ainda os véus impostos da escuridão
erguidos por  afortunados ventos dos desertos
das almas que viajam pelas fontes
onde me perdi para Te encontrar
e agora sou o diabo,  o  anjo negro transformado
em mais um deus, graças a deus, sem quaisquer  poderes
nos teus frondosos braços há oásis
onde pouso as asas quando as noites são translúcidas
e então, eu lhes abro minha atenção
e depois sei como regressar aos voos
o tempo é uma pérola abismada no meu bico
& todas as aves dos céus sem fim
subitamente iluminam as minhas asas 
com a felicidade das coisas assim.

 
( 9-04-17. 27 h 29 m.)

Sem comentários: