6.5.11


















 
 


             desenho (1982) . j.a.m.

1 comentário:

Anónimo disse...

Acerca deste postal, eu talvez gostasse de dizer:

- da ternura do traço;
- de um rosto sereno e cândido, quase ainda adolescente, adormecido, preso a sonhos de viagens ou a ecos do amor;
- de uma estrela de mar, no lugar do coração;



E, ao acordar, será lentamente, no estremecer incessante da luz … prolongando-se-lhe, assim, os sonhos.

(Eugénia)