11.10.11

kalungando

... eles, os makakóides, a cada dia que passa, os vejo a correrem mais & mais a correrem de uns lados para outros lados, a correrem+a+correrem  sempre atarefandos, gibosos,  azougados, azurumbáticamente  enluarados, até desalmados, porque será ?

ainda não enxergaram que à frente deles só existe a eternidade ?


- josé alberto kalunga -

Sem comentários: